06/12/2017 14h21 - Atualizado em 06/12/2017 14h21

Polícia desarticula quadrilha que pretendia matar agente

A polícia apreendeu duas cadernetas com a contabilidade do tráfico.

Por: Malaquias Batista
 

A polícia desarticulou plano para matar um agente penitenciário da Agepen, lotado em Dourados.

Cinco homens foram presos, na noite de ontem no Jardim Paulista, suspeitos de planejarem o ataque que foi descoberto pelos setores de inteligência da Polícia Civil e Polícia Militar.

A informação é do delegado, Matheus Zampieri, chefe do Serviço de Investigação Geral (SIG). Segundo a polícia, os homens seriam supostamente membros de uma facção que atua sob o comando de presidiários.

Conforme informações da polícia, o flagrante aconteceu na casa de um homem de 32 anos, identificado pelo nome de H.S. No local, os investigadores do SIG e Agência de Inteligência da PM também prenderam E.G, de 34 anos; R. S., de 19 anos, E. M., de 35 anos e W. S, de 20 anos. Conforme a polícia, todos têm passagens pela polícia e negam participação em crimes.

Durante a ação, foram apreendidos um Fiat Uno de Dourados, armas de calibre 38 e 357, além de munições. Também foram apreendidos relógios, uma escopeta de calibres 12 e 22, quatro Iphones e três outros celulares. A polícia apreendeu duas cadernetas com a contabilidade do tráfico e o nome de várias pessoas.

Conforme o delegado Matheus Zampieri, a polícia investiga suposta participação do grupo em recentes homicídios ocorridos na cidade de Dourados. Eles negam participação nos crimes. Todos foram autuados por associação criminosa e porte de arma de fogo de uso restrito.